Indicado ao Oscar®, Stephen Rea vem ao Brasil para o lançamento de "Segredos do Putumayo"

Luz Marina, do povo Uitoto, em cena do documentário "Segredos do Putumayo" /Crédito: André Lorenz Michiles

Filme de abertura da mostra Mês Amazônia: Presente, Passado e Futuro no CineSesc em setembro

Exibição do documentário do diretor Aurélio Michiles terá a presença do ator irlandês de "V de Vingança", "Entrevista com o Vampiro" e indicado à estatueta por sua atuação em "Traídos pelo Desejo"; distribuição é da O2 Play

 

"Segredos do Putumayo", documentário dirigido por Aurélio Michiles, estreia nos cinemas dia 1º de setembro e terá sessão especial no CineSesc, em São Paulo, dentro da programação do Mês Amazônia: Passado, Presente e Futuro. Em parceria com o Consulado Geral da Irlanda no Brasil, a exibição do dia 01/09, às 20h, será gratuita, seguida de debate aberto ao público e contará com a presença do ator Stephen Rea. O astro irlandês participou de sucessos como "V de Vingança", "Entrevista com o Vampiro" e "Traídos pelo Desejo", pelo qual foi indicado ao Oscar em 1993 na categoria "Melhor Ator". Em "Segredos do Putumayo" ele dá voz a Roger Casement, cônsul geral britânico no Rio de Janeiro e que foi incumbido por Londres de investigar os crimes cometidos contra os indígenas do Putumayo pela Peruvian Amazon Company, em 1910. Angus Mitchell, historiador e escritor do livro "O Diário de Roger Casement'', que inspirou o filme, também estará presente, junto com a ativista indígena Vanda Witoto.

Ator Stephen Rea, no filme Segredos do Putumayo / Foto: Associação Cultural Field Day
Ator Stephen Rea, no filme Segredos do Putumayo / Foto: Associação Cultural Field Day

 

O filme passou por diversos festivais importantes, como Hot Docs e Vancouver Intl Film Festival (Canada), Galway Film Fleadh e Foyle Film Festival (Irlanda), Rencontres du Cinema Latino-americain (França), AFI DOCS (EUA), Festival de Cine de Lima (Peru), entre outros.

Com produção de Patrick Leblanc e roteiro de Aurélio Michiles, Danilo Gullane e André Finotti, o documentário conta com a participação do historiador Angus Mitchell, do escritor Milton Hatoum e de importantes moradores dos quatro povos (Uitoto, Bora, Okaina e Muinames) habitantes de La Chorrera (Colômbia) que dão seu testemunho sobre os fatos acontecidos em seu território.

"Mais de um século depois dos acontecimentos trágicos vividos pelos povos indígenas do Putumayo, relacionados ao extrativismo da borracha, nos países amazônicos, ainda persiste uma insidiosa agressão contra os direitos humanos e contra aqueles que ousam defender os povos indígenas. Aqui no Brasil, de acordo com os órgãos responsáveis, até maio de 2022, 19 ativistas já foram assassinados. A Colômbia, onde aconteceu o massacre do Putumayo, relatado por Roger Casement em seu "Diário da Amazônia", é hoje, o país que mais persegue ativistas dos direitos humanos. As lutas das comunidades amazônicas por direitos à autodeterminação e justiça básica perduram diante das ondas selvagens do desenvolvimento econômico e de uma intolerância cultural e racial crescente", afirma Aurélio Michiles.

"O documentário é filmado com uma inteligência, pertinência e sensibilidade raras. O filme é uma imersão naquilo que o colonialismo branco produziu de pior, e tem uma extraordinária força política. Ao mesmo tempo, carrega essa semente de resistência que é a mirada de Roger Casement. Que personagem único", elogia o cineasta Walter Salles.

Serviço - Segredos do Putumayo - direção Aurélio Michiles

Sessão especial: 01/09 às 20h*

*Exibição seguida de debate. Grátis. Retirada de ingresso 1h antes na bilheteria.

CINESESC
Rua Augusta, 2075 - São Paulo
Acompanhe a programação no site do Sesc.

 

Image