Mostra sobre o rei africano " Mansa Musa " chega às estações do metro em SP

"Mansa Musa: majestoso, histórico e preto" -- fotografias de Bruno Matteo

"Mansa Musa: majestoso, histórico e preto", trabalho do fotógrafo Bruno Matteo, chega à Estação Socorro este mês e, em novembro, à Estação Vila Sônia

 

 Uma exposição na estação de trem Socorro -- Linha 9-Esmeralda -- retrata Musa Keita I, a pessoa mais rica que já existiu, segundo a revista Forbes, e que imperou na região da África Ocidental entre 1312 e 1337, aproximadamente. Enquanto imperador, recebeu o título "mansa", que significa rei dos reis.

 

Bruno Matteo, idealizador das imagens, usa um modelo da República do Mali por se tratar de um conterrâneo do monarca. Para o artista, o objetivo da mostra é: "resgatar o passado do povo africano e reverberá-lo. Combater, através da cultura, a desinformação e o preconceito."

 

A exposição tem como proposta revisitar -- e celebrar - a historiografia e a cultura africanas, pois, mesmo com toda sua influência, depois da colonização a história de Mansa Musa foi marginalizada. Matteo pretende com seu trabalho relembrar esse passado. "Muitos descendentes de Mansa jamais ouviram falar de seus feitos", explica.

 

Com imagens e textos relatando a vida do imperador, a mostra pode ser vista até o final de julho na Linha 9-Esmeralda. Em novembro, mês dedicado à Consciência Negra, os painéis seguem para a Estação Vila Sônia, na Linha 4-Amarela.

 

"Levar às estações temas que contribuam para uma sociedade mais diversa, sem preconceito e antirracista é uma preocupação constante das concessionárias", diz Juliana Alcides, gerente de Comunicação e Sustentabilidade da ViaQuatro e ViaMobilidade.


 

Serviço
"Mansa Musa: majestoso, histórico e preto" -- fotografias de Bruno Matteo
Estação Socorro -- Linha 9-Esmeralda: até o final de julho
Estação Vila Sônia -- Linha 4-Amarela: do dia 03/11 até 30/11

 

Image