GP São Paulo de Ciclismo 2022 - Prova reuniu cerca de 800 ciclistas no Autódromo de Interlagos

GP São Paulo de Ciclismo 2022 (Roberta Janaina/Fotop)

Os ciclistas Kácio Fonseca de Freitas, da Swift Carbo Pro Cycling Brasil, e Camila Aliperti Angulo, da Lulufive Team, venceram a categoria Elite na edição de 2022 do GP São Paulo de Ciclismo.

 

O evento foi realizado na manhã deste sábado (9), no Autódromo de Interlagos, como parte das comemorações do feriado da Revolução Constitucionalista de 1932. Kácio completou as 18 voltas no circuito de 4.309 metros vencendo no sprint com o tempo de 1h43min10seg196, seguido de perto por Lauro Cesar Chaman, da Santos Cycling Team/Fupes, com 1h43min10seg280, e Francisco Chamorro, da Unifunvic/Gelog/ Pindamonhagaba, com 1h43min10seg434.

Ja na Elite Feminino, que cumpriu oito voltas no famoso traçado paulistano, Camila também venceu no sprint com o tempo de 1h00min39seg887. O segundo lugar ficou com Amanda Kunkel, do Clube Maringaense de Ciclismo, com 1h00min40seg376, e em terceiro a experiente e dona de diversos títulos Luciene Ferreira da Silva, da Unifunvic/Gelog/Pindamonhagaba. Na disputa da categoria Open, os vencedores foram Tiago de Melo Brienze (Liga de Ciclismo Sorocabana), 1h19min44seg, e Daniela de Oliveira (Equipe Jundiaí), 1h01min54seg917.

Após quatro anos de ausência no calendário de ciclismo nacional, o GP São Paulo de Ciclismo voltou a movimentar a modalidade. A importância da disputa e o fato de contar ponto para os rankings da FPCiclismo e da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC), da Classe 4, acabaram motivando representantes de várias partes do país. Alguns dos melhores nomes nas categorias Elite e Open enfrentaram o desafio, transformando o templo do automobilismo nacional no templo das bikes, mas sem diminuir a emoção.

A briga pelo título foi acirrada em todas as categorias. Na Elite masculino, em especial, as equipes adotaram a tática de manter o pelotão junto até o final, levando a decisão para o sprint. E, numa briga de gente grande Kácio acabou levando a melhor contra outras duas feras da modalidade, Lauro Chaman e Francisco ChamorroChamorro

"Para mim foi uma honra vencer aqui depois do belo trabalho de equipe. Após dez anos volto a competir em Interlagos e conseguir este resultado positivo. Hoje viemos com a intenção de buscar a vitória e, graças ao empenho de todos os atletas da equipe, conseguimos atingir o objetivo. Estou feliz e satisfeito", destacou o ciclista de 28 anos, natural de Leopoldina em Minas Gerais, que possuiu inúmeras conquistas de pista e agora brilha na estrada.

O forte trabalho da Federação Paulista de Ciclismo para retomar o GP São Paulo de Ciclismo 2022 teve o apoio de todos os ciclistas e equipes e também do vereador Sansão Pereira, um parceiro da modalidade que tem tido um papel fundamental. Graças a uma Emenda Parlamentar sua, o evento pode voltar em grande estilo. "O esporte é fundamental e o retorno deste GP São Paulo de Ciclismo após quatro anos é muito importante. Especialmente em um dia significativo como este, no qual comemoramos a Revolução Constitucionalista de 1932. Investir no esporte é sempre importante", comentou.

 

 

O GP São Paulo de Ciclismo 2022 é uma realização da Prefeitura de São Paulo, pela SEME, Secretaria de Turismo e Federação Paulista de Ciclismo, com supervisão da Confederação Brasileira de Ciclismo.

 

Mais informações no site oficial, www.fpciclismo.org.br

 

 

Image